7 dicas para tirar fotos sozinha em viagens

Aprenda a tirar fotos de você mesmo(a) quando está viajando sozinho(a)

Não é porque você não está viajando com alguém que precisa voltar para casa sem nenhuma foto sua, ok?! Talvez você tenha uma quantidade menor de fotos do que teria viajando com um parceiro, mas mesmo assim é importante guardar em fotografias as visitas a lugares legais que você fez.

Então aqui estão cinco dicas de como tirar fotos de você mesmo(a) quando está viajando sozinho(a):

1 – Use um tripé

Essa não é maneira mais prática, mas os tripés podem ser nossos melhores amigos quando queremos muito registrar um momento bacana, e, mais que tudo, queremos estar presentes no enquadramento! Não é uma coisa que te tome tempo, bastar montar o tripé, encaixar a câmera, ajustá-la para o ambiente a ser fotografado e encaixar-se nele.

Acho que ele é mais recomendado para lugares remotos, sem muita gente por perto, porque você vai ter de apertar o botão e sair correndo pra realmente sair na foto no timing correto.

2 – Posicione sua câmera no chão

Ou no vão de alguma parede, em uma mesa, cadeira, basicamente qualquer lugar pode servir de apoio. Essa é uma excelente opção e vai te salvar na ausência de pessoas ou de um tripé. Apenas certifique-se de colocar a câmera em um lugar estável para não correr o risco de, além de não conseguir fotografar, danificar o equipamento.

https://instagram.com/p/9Y9II8Kiw1/?taken-by=fedelima

Essa é também uma boa forma de tirar fotos com o celular deitado. E se seu celular não tem um timer, é só baixar um dos milhares de aplicativos disponíveis.

3 – Recorra a boa e velha selfie

É melhor ter uma selfie no lugar que você gostou do que nada. Por mais que a foto não saia perfeita e mostrando cada cantinho que você gostaria de mostrar, ainda assim é uma imagem de você em lugar que gostou de estar. Há também a opção de usar o famoso “pau de selfie” para ampliar o ângulo da foto. É uma saída mas que não é permitida em todos os lugares. Nos estádios, por exemplo, esqueça, eles são proibidos.

Agigantando o tal Gigante de Concreto #GuiaDosEstádios #Coxa #CoutoPereira #Coritiba

A photo posted by Fernanda de Lima (@fedelima) on

4 – Outras partes do corpo ainda são você

Tem dias que é difícil pra caraca sair legal numa foto, né?! Eu que o diga! E parece que são bem naqueles dias que estamos em lugares que simplesmente adoramos e não sabemos quando vamos voltar. Mas seus pés, suas mãos, ou outra parte do seu corpo que não seja o seu rosto vai mostrar que você está ali do mesmo jeito. E antes que critiquem, não é questão de mostrar para o mundo, mas às vezes queremos um registro assim para nós mesmos.

5 – Faça vídeos e tire prints

Acredite ou não, apesar de estar em movimento, os vídeos rendem ótimos prints que acabam como fotos incríveis para a sua coleção. Não do ponto de vista profissional, mas do “momentacional”. O vídeo vai capturar alguma emoção, expressão, ângulo diferente que uma simples foto não conseguiria.

6 – Time lapses

Uma das milhões de utilidades dessas câmeras de ação é a opção time lapse, os vídeos em slow motion, que se configuram em uma pancada de frames. Você pode posicionar a câmera, escolher a velocidade do time lapse – geralmente fico com o 0.5s – e brincar à vontade na frente da câmera. Depois é só ter paciência para olhar as prováveis 2253642 fotos que você tirou.

7 – À moda antiga

Peça para um estranho tirar sua foto. Não tenha vergonha e mostre à pessoa exatamente o que você gostaria que saísse na foto. Eu confesso que pra mim isso quase nunca dá certo: ou eu saio horrível ou a pessoa corta algo que eu gostaria muito que estivesse na foto. Mas vai que você tem mais sorte, né?! Não custa tentar! Se a primeira pessoa tremeu, espere um pouquinho e peça para uma segunda.

Fotos: Fernanda de Lima / Guia dos Esportes

Compartilhe:
Fernanda de Lima

Fernanda de Lima

Editora Guia dos Esportes