Hostel ou hotel?

Depende do seu bolso…

É isso. A resposta a para questão é “depende”, especialmente do seu bolso. Se você pode optar pelo conforto de um hotel, a privacidade de um quarto só seu… Não tem nem comparação. Essas são basicamente as opções proporcionadas por um quarto de hotel, além da comodidade de um banheiro somente seu.

Mas desde que comecei a viajar pelo Guia dos Esportes, por questão principalmente de ‘grana’, optei pelos hostels, que à grosso modo, são hospedagens com quartos e banheiros coletivos. O que eu pagaria em duas noites num bom hotel de Porto Alegre, por exemplo, paguei por 10 dias em um hostel da capital gaúcha.

Eu precisava tornar este projeto viável para mim, precisava economizar onde fosse possível para conhecer os lugares que queria, e a minha primeira preocupação foi a hospedagem. Pesquisei horrores sobre hostels no Brasil, li inúmeras resenhas, opiniões e críticas porque eu tinha um certo medo de entrar numa furada e me colocar em alguma situação de risco. Mas pensei assim: eu vou sair o dia todo, só vou voltar para dormir. Para que gastar um dinheiro que vai me fazer falta ou que posso utilizar de outra maneira – indo a mais estádios, por exemplo?

Ao escolher os hostels sempre opto pela opção “Dormitório Feminino”. Com mulheres, eu acreditava, que me sentiria mais segura. Mas descobri também que aqui no Brasil ainda não é comum mesmo os “Dormitórios Mistos”, famosos da Europa. Para quem vai viajar para fora, eles são ainda mais baratos que os femininos.

Pontos positivos do hostel? Você conhece bastante gente. O mais legal dentre os quatro que já fiquei foi o Porto Alegre Eco Hostel, que tinha rotatividade impressionante e com gente de todo o mundo. Nos 10 dias que lá, passaram francesas, africanas, italianas, americanas, japonesas e, é claro, japonesas pelo quarto. Dá pra trocar várias dicas sobre a cidade e também sobre a terra natal de cada uma.

Pontos negativos? Nem sempre a sua cama vai ser confortável. A maioria das pessoas não está nem aí pro horário, se você está a passeio ou vai acordar cedo no dia seguinte para trabalhar ou estudar. Vai ter luz na cara, sim! Vai ter barulho, sim!

Minha dica é: quer economizar? Fique num hostel mas pesquise bem as suas referências antes de se hospedar!

Ah! Outra coisinha… As fotos valorizam e muito as instalações do hostel. Não se assuste se a realidade for bem diferente.

Foto: Divulgação Porto Alegre Eco Hostel

Compartilhe:
Fernanda de Lima

Fernanda de Lima

Editora Guia dos Esportes