Maracanã

Nome: Estádio Jornalista Mário Filho

Apelido: Maracanã

Inauguração: 16 de junho de 1950

Jogo de abertura: Seleção Carioca 1 x 3 Seleção Paulista

Capacidade: 78.838

País: Brasil

Cidade: Rio de Janeiro – RJ

Clube:

Pergunte a um estrangeiro o que ele sabe sobre o Brasil. Ayrton Senna, Futebol, Pelé, Samba e Maracanã provavelmente estarão entre os símbolos que representam o nosso país mundo afora. O estádio Jornalista Mário Filho, o popular Maracanã, Maraca ou Maior do Mundo, começou a ganhar status de templo sagrado do futebol desde sua grandiosa construção iniciada em 02 de agosto de 1948.

FIQUE LIGADO: Todas as novidades sobre o Maracanã estão aqui

Na época, a construção na Zona Norte do Rio de Janeiro foi bem controversa. A oposição política criticava tanto os gastos com a obra quanto a sua localização. Para os opositores do então prefeito do Rio de Janeiro, marechal Ângelo Mendes de Moraes, Jacarepaguá seria a melhor opção. Em meio a críticas, o projeto do Maracanã começou a ser desenvolvido lá mesmo na Zona Norte, onde antes encontrava-se uma arena para competições de cavalos, e onde o gigante encontra-se até os dias atuais.

O projeto original do estádio apresentava capacidade para 155.250 pessoas, 93 mil delas sentadas, 31 mil em pé, 30 mil cadeiras cativas, 500 lugares destinados a tribuna de honra, 250 camarotes, 30 cabines de transmissão, 32 banheiros e 32 bares. Apesar de ter sido utilizado já na década de 1950, o Maracanã só foi concluído em 1965, em todo o seu ostentoso formato oval, cobertura que cobria parte das arquibancadas, refletores a vapor, gramado com extensão de 110 m x 75 m, quatro túneis subterrâneos que faziam os craques que por lá desfilaram brotarem do chão, e cinco vestiários, ainda que apenas três fossem, de fato, utilizados.

Namorado do estádio

Desde sua inauguração, o Maracanã foi palco de inúmeras partidas e marcos da história do futebol mundial. O jornalista Mário Filho, se vivo estivesse, com certeza se emocionaria com os capítulos que o estádio, que tanto defendeu sua construção, escreveu ao longo de quase 70 anos. O jornalista pernambucano, irmão do escritor Nelson Rodrigues, era chamado de “namorado” do estádio.

Nascido em 17 de setembro de 1908, Mário Rodrigues Filho, marcou não só a história do Maracanã como também a do futebol brasileiro. Ele foi um dos principais responsáveis por levar a magia do clássico Fla-Flu para o Brasil. Mário, flamenguista, e seu irmão Nelson, tricolor, falavam do clássico como quem falava de poesia. Há quem diga que o próprio Mário foi o criador do termo “Fla-Flu” no jornal “A Crítica”, que pertencia ao seu pai, Mário Rodrigues. O homem que dá nome ao Maracanã, também revolucionou o jornalismo esportivo com a criação de uma publicação inteiramente dedicado aos esportes, o Mundo Sportivo, que, apesar de vida curta, serviu de base para Mário firmar-se de vez como importante nome da imprensa esportiva – para muitos o maior – e construir carreira em outros veículos, como o jornal O Globo. Ele faleceu aos 58 anos, após sofrer um ataque cardíaco em 17 de setembro de 1966, no Rio de Janeiro, mas não sem antes acompanhar uma Copa do Mundo, alguns Fla-Flus, arquibancadas abarrotadas e a conclusão das obras do estádio que era apaixonado.

Novo Maracanã

De 1999 para cá, o Maracanã passou por reconstruções que mudaram sua cara e diminuíram sua capacidade. Se antes o estádio brasileiro era o maior do mundo, hoje ele não está mais nem entre os 15 primeiros colocados. Sua primeira grande reforma foi feita com o intuito de sediar o Mundial de Clubes da FIFA, em 2000, ocasião em que a capacidade para comportar torcedores já caiu drasticamente para pouco mais de 103 mil. O primeiro esboço do “Novo Maracanã” viu o Corinthians sagrar-se campeão do torneio, após vencer o Vasco, nos pênaltis.

Em 2005 foi a vez do estádio fechar para reformulação visando à realização dos Jogos Pan-Americanos de 2007. Cadeiras foram instaladas em todo o local destinado às arquibancadas, o campo foi rebaixado, novas rampas de acesso foram construídas e telões e placar eletrônico mais modernos foram instalados.

E pela terceira vez, novamente por conta de grandes eventos esportivos, o Maracanã viu a poeira de uma nova reforma levantar. Para receber a Copa do Mundo de 2014 e os Jogos Olímpicos de 2016, o estádio passou por sua maior reconstrução desde sua inauguração em 1950. A cobertura original do estádio, de concreto, foi demolida para dar lugar a membrana tensionada com 95% de cobertura das cadeiras. Cadeiras foram instaladas nas cores azuis, amarelas e brancas. A dimensão do campo também mudou: 105 m x 68 m.

A conta chegou. E a crise também

É difícil acreditar que o estádio mais famoso do mundo tenha virado um tremendo elefante branco no Brasil. A conta de extravagâncias para a realização dos dois maiores eventos esportivos do planeta em solo brasileiro chegou. Com juros e correção monetária. O Maracanã, especificamente, está sendo atingido em cheio pela crise. O Governo do Rio e a concessionária Odebrecht, responsável pela administração do estádio, culpam o Comitê Organizador Rio-2016 por obras inacabadas do estádio pós-Olimpíada, o que, aliado à falta de manutenção, está resultando na deterioração do local. Abandonado, no início de 2017, o Maracanã apresentava vidros quebrados, sumiço de cadeiras, buracos em sua estrutura, roubos de fiações elétricas e danos na cobertura, este último especialmente por conta dos fogos de artifícios disparados durante a Copa e os Jogos. O projeto de R$ 1,2 bilhão indo por Rio abaixo.

Cada ponto representa um dano na cobertura do Maracanã | Imagem: Divulgação Instituto de Pesquisas Tecnológicas de São Paulo

E o futuro do Maracanã parece cada dia mais obscuro, após a empresa francesa Lagardére desistir de assumir a concessão do estádio. O atual prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, está inclinado a abrir novo processo de licitação. Enquanto isso, o Estádio Jornalista Mário Filho, um dos maiores símbolos do futebol mundial, segue com poucos jogos e vendo seus principais pupilos disputarem clássicos em estádios de menor expressão.

Bola rolando

O jogo de abertura do Maracanã, em 16 de junho de 1950, foi marcada pela rivalidade Rio-São Paulo. E, na casa dos adversários, o compilado da Seleção Paulista levou a melhor, derrotando os cariocas por 3 a 1. Mas a honra de marcar o primeiro gol da história do estádio foi mesmo de um natural do Rio de Janeiro: Didi.

O meio-volante Valdir Pereira, muito mais conhecido como Didi, nasceu em Campos de Goytacazes, a 275 km da capital. O jogador brilhou com as camisas do Botafogo e Fluminense, fases que o levaram à Seleção Brasileira. Com a amarelinha, Didi conquistou duas Copas do Mundo, a de 1958 e a de 1962. O “Príncipe Etíope”, como foi apelidado por Nelson Rodrigues, representava o Fluminense na Seleção Carioca quando fez a rede do Maracanã balançar pela primeira vez.

O bicampeão do mundo Didi treina nas Laranjeiras ao lado de Telê Santana | Foto: Divulgação

E foi de um ex-jogador do Fluminense o primeiro gol do “Novo Maracanã” também. O “Coração Valente” Washington marcou em 27 de abril de 2013, representando os Amigos do Bebeto contra os Amigos do Ronaldo, em evento-teste para a Copa das Confederações que seria realizada naquele ano.

Reveja aqui o gol de Washington, o primeiro do “Novo Maracanã”:

Títulos conquistados no Maracanã

  • Copa do Mundo 1950 – Uruguai campeão (Uruguai 2 x 1 Brasil)
  • Campeonato Carioca 1950 – Vasco campeão (Vasco 2 x 1 América FC)
  • Campeonato Carioca 1951 – Fluminense campeão (Fluminense 2 x 0 Bangu)
  • Torneio Rio-São Paulo 1952 – Portuguesa campeã (Portuguesa 4 x 2 Vasco | Vasco 2 x 2 Portuguesa)
  • Campeonato Carioca 1953 – Flamengo campeão vencedor dos três turnos
  • Campeonato Carioca 1954 – Flamengo campeão vencedor dos três turnos
  • Campeonato Carioca 1955 – Flamengo campeão (Flamengo 1 x 0 América | América 4 x 1 Flamengo | Flamengo 4 x 1 América)
  • Torneio Rio-São Paulo 1957 – Fluminense campeão com a melhor campanha
  • Campeonato Carioca 1957 – Botafogo campeão (Botafogo 6 x 2 Fluminense)
  • Campeonato Carioca 1958 – Vasco campeão (Vasco 2 x 1 Flamengo)
  • Campeonato Carioca 1959 – Fluminense campeão com a melhor campanha
  • Campeonato Brasileiro 1959 – Bahia campeão (Bahia 3 x 1 Santos)
  • Campeonato Carioca 1960 – América FC campeão (América 2 x 1 Fluminense)
  • Torneio Rio-São Paulo 1960 – Fluminense campeão com a melhor campanha
  • Campeonato Carioca 1961 – Botafogo campeão com a melhor campanha
  • Torneio Rio-São Paulo 1961 – Flamengo campeão com a melhor campanha
  • Campeonato Brasileiro 1962 – Santos campeão (Santos 4 x 3 Botafogo)
  • Campeonato Carioca 1962 – Botafogo campeão (Botafogo 3 x 0 Flamengo)
  • Torneio Rio-São Paulo 1962 – Botafogo campeão com a melhor campanha
  • Mundial de Interclubes 1963 – Santos campeão (Santos 1 x 0 Milan)
  • Campeonato Carioca 1963 – Flamengo campeão (Fluminense 0 x 0 Flamengo com a vantagem do empate)
  • Campeonato Brasileiro 1964 – Santos campeão (Santos 4 x 1 Flamengo | Flamengo 0 x 0 Santos)
  • Campeonato Carioca 1964 – Fluminense campeão (Flamengo 3 x 1 Bangu)
  • Campeonato Brasileiro 1965 – Santos campeão (Santos 5 x 1 Vasco | Vasco 0 x 1 Santos)
  • Campeonato Carioca 1965 – Flamengo campeão com a melhor campanha
  • Campeonato Carioca 1966 – Bangu campeão (Bangu 3 x 0 Flamengo)
  • Campeonato Brasileiro 1967 – Palmeiras campeão (Palmeiras 2 x 0 Náutico)
  • Campeonato Carioca 1967 – Botafogo campeão (Botafogo 2 x 1 Bangu)
  • Campeonato Brasileiro 1968 (Taça Brasil) – Botafogo campeão (Fortaleza 2 x 2 Botafogo | Botafogo 4 x 2 Fortaleza)
  • Campeonato Brasileiro 1968 (Taça de Prata) – Santos campeão com melhor pontuação no quadrangular final
  • Campeonato Carioca 1968 – Botafogo campeão (Botafogo 4 x 0 Vasco)
  • Campeonato Carioca 1969 – Fluminense campeão (Flamengo 2 x 3 Fluminense)
  • Campeonato Brasileiro 1970 – Fluminense campeão com a melhor campanha
  • Campeonato Carioca 1970 – Vasco campeão com a melhor campanha
  • Campeonato Brasileiro 1971 – Atlético-MG campeão (Botafogo 0 x 1 Atlético-MG)
  • Campeonato Carioca 1971 – Fluminense campeão (Fluminense 1 x 0 Botafogo)
  • Campeonato Carioca 1972 – Flamengo campeão (Flamengo 2 x 1 Fluminense)
  • Campeonato Carioca 1973 – Fluminense campeão (Flamengo 2 x 4 Fluminense)
  • Campeonato Brasileiro 1974 – Vasco campeão (Vasco 2 x 1 Cruzeiro)
  • Campeonato Carioca 1974 – Flamengo campeão (Flamengo 0 x 0 Vasco. Rubro-negro com a vantagem do empate)
  • Campeonato Carioca 1975 – Fluminense campeão (Botafogo 1 x 0 Fluminense. Glorioso precisava de três gols para conquistar o título)
  • Campeonato Carioca 1976 – Fluminense campeão (Fluminense 1 x 0 Vasco)
  • Campeonato Carioca 1977 – Vasco campeão com a melhor campanha
  • Campeonato Carioca 1978 – Flamengo campeão com a melhor campanha
  • Campeonato Carioca 1979 – Flamengo campeão com a melhor campanha
  • Campeonato Brasileiro 1980 – Flamengo campeão (Atlético-MG 1 x 0 Flamengo | Flamengo 3 x 2 Atlético-MG. melhor campanha na fase semifinal deu o título ao Rubro-Negro)
  • Campeonato Carioca 1980 – Fluminense campeão (Fluminense 1 x 0 Vasco)
  • Campeonato  Carioca 1981 – Flamengo campeão (Flamengo 0 x 2 Vasco | Vasco 1 x 0 Flamengo | Flamengo 2 x 1 Vasco)
  • Campeonato Carioca 1982 – Vasco campeão com a melhor campanha no triangular final
  • Campeonato Brasileiro 1983 – Flamengo campeão (Santos 2 x 1 Flamengo | Flamengo 3 x 0 Santos)
  • Campeonato Carioca 1983 – Fluminense campeão com melhor campanha no triangular final
  • Campeonato Brasileiro 1984 – Fluminense campeão (Vasco 0 x 1 Fluminense | Fluminense 0 x 0 Vasco)
  • Campeonato Carioca 1984 – Fluminense campeão com a melhor campanha no triangular final
  • Campeonato Brasileiro 1985 – Coritiba campeão (Bangu 5 x 6 Coritiba nos pênaltis)
  • Campeonato Carioca 1985 – Fluminense campeão com a melhor campanha no triangular final
  • Campeonato Carioca 1986 – Flamengo campeão (Flamengo 0 x 0 Vasco | Flamengo 0 x 0 Vasco | Flamengo 2 x 0 Vasco)
  • Campeonato Carioca 1987 – Vasco campeão com a melhor campanha no triangular final
  • Campeonato Carioca 1988 – Vasco campeão (Flamengo 1 x 2 Vasco | Vasco 1 x 0 Flamengo)
  • Copa América 1989 – Brasil campeão (Brasil 1 x 0 Uruguai)
  • Campeonato Carioca 1989 – Botafogo campeão (Flamengo 0 x 0 Botafogo | Botafogo 1 x 0 Flamengo)
  • Campeonato Carioca 1990 – Botafogo campeão (Botafogo 1 x 0 Vasco)
  • Campeonato  Carioca 1991 – Flamengo campeão (Flamengo 1 x 1 Fluminense | Flamengo 4 x 2 Fluminense)
  • Campeonato Brasileiro 1992 – Flamengo campeão (Flamengo 3 x 0 Botafogo | Botafogo 2 x 2 Flamengo)
  • Campeonato Carioca 1993 – Vasco campeão (Vasco 2 x 0 Fluminense | Fluminense 2 x 1 Vasco | Vasco 0 x 0 Fluminense)
  • Copa Conmebol 1993 – Botafogo campeão (Botafogo 2 x 2 Peñarol)
  • Campeonato Carioca 1994 – Vasco campeão com a melhor campanha
  • Campeonato Carioca 1995 – Fluminense campeão (Fluminense 3 x 2 Flamengo)
  • Supercopa da Libertadores 1995 – Independiente (ARG) campeão (Independiente 2 x 0 Flamengo | Flamengo 1 x 0 Independiente)
  • Campeonato Carioca 1996 – Flamengo campeão (Flamengo 0 x 0 Vasco. Rubro-Negro com a vantagem do empate por ter a melhor campanha)
  • Campeonato Brasileiro 1997 – Vasco campeão (Palmeiras 0 x 0 Vasco | Vasco 0 x 0 Palmeiras. Melhor campanha deu vantagem do empate ao Vasco)
  • Campeonato Carioca 1997 – Botafogo campeão (Vasco 1 x 0 Botafogo | Botafogo 1 x 0 Vasco. Glorioso ficou com o título após ter realizado melhor campanha)
  • Copa do Brasil 1997 – Grêmio campeão (Grêmio 0 x 0 Flamengo | Flamengo 2 x 2 Grêmio. Tricolor com a vantagem levou o título)
  • Torneio Rio-São Paulo 1997 – Santos campeão (Santos 2 x 1 Flamengo | Flamengo 2 x 2 Santos)
  • Campeonato Carioca 1998 – Vasco campeão com a melhor campanha
  • Torneio Rio-São Paulo 1998 – Botafogo campeão (São Paulo 2 x 3 Botafogo | Botafogo 2 x 2 São Paulo
  • Campeonato Carioca 1999 – Flamengo campeão (Flamengo 1 x 1 Vasc0 | Vasco 0 x 1 Flamengo)
  • Copa do Brasil 1999 – Juventude campeão (Juventude 2 x 1 Botafogo | Botafogo 0 x 0 Juventude)
  • Campeonato Brasileiro 2000 – Vasco campeão (São Caetano 1 x 1 Vasco | Vasco 3 x 1 São Caetano)
  • Campeonato Carioca 2000 – Flamengo campeão (Flamengo 3 x 0 Vasco | Vasco 1 x 2 Flamengo)
  • Mundial de Clubes 2000 – Corinthians campeão (Corinthians 4 x 3 Vasco nos pênaltis)
  • Campeonato Carioca 2001 – Flamengo campeão (Vasco 1 x 3 Flamengo)
  • Campeonato Carioca 2002 – Fluminense campeão (Americano 0 x 2 Fluminense | Fluminense 3 x 1 Americano)
  • Campeonato Carioca 2003 – Vasco campeão (Fluminense 1 x 2 Vasco | Vasco 2 x 1 Fluminense)
  • Campeonato Carioca 2004 – Flamengo campeão (Flamengo 2 x 1 Vasco | Vasco 1 x 3 Flamengo)
  • Copa do Brasil 2004 – Santo André campeão (Santo André 2 x 2 Flamengo | Flamengo 0 x 2 Santo André)
  • Campeonato Carioca 2005 – Fluminense campeão (Fluminense 3 x 4 Volta Redonda | Fluminense 3 x 1 Volta Redonda)
  • Campeonato Carioca 2006 – Botafogo campeão (Botafogo 2 x 0 Madureira | Madureira 1 x 3 Botafogo)
  • Copa do Brasil 2006 – Flamengo campeão (Flamengo 2 x 0 Vasco | Vasco 0 x 1 Flamengo)
  • Campeonato Carioca 2007 – Flamengo campeão (Flamengo 2 x 2 Botafogo | Botafogo 2 x 2 Flamengo. Rubro-Negro com a vantagem pela melhor campanha)
  • Campeonato Carioca 2008 – Flamengo campeão (Flamengo 1 x 0 Botafogo | Botafogo 1 x 3 Flamengo)
  • Copa Libertadores 2008 – LDU campeã (Fluminense 1 x 3 LDU nos pênaltis)
  • Campeonato Brasileiro 2009 – Flamengo campeão
  • Campeonato Carioca 2009 – Flamengo campeão (Flamengo 4 x 2 Botafogo nos pênaltis)
  • Copa Sul-Americana 2009 – LDU campeã (LDU 5 x 1 Fluminense | Fluminense 3 x 0 LDU)
  • Campeonato Carioca 2010 – Botafogo campeão com a melhor campanha
  • Copa do Brasil 2013 – Flamengo campeão (Atlético-PR 1 x 1 Flamengo | Flamengo 2 x 0 Atlético-PR)
  • Copa das Confederações 2013 – Brasil campeão (Brasil 3 x 0 Espanha)
  • Campeonato Carioca 2014 – Flamengo campeão (Vasco 1 x 1 Flamengo | Flamengo 1 x 1 Vasco. Rubro-negro, com a melhor campanha, levou o título)
  • Copa do Mundo 2014 – Alemanha campeã (Alemanha 1 x 0 Argentina)
  • Campeonato Carioca 2015 – Vasco campeão (Botafogo 1 x 3 Vasco)
  • Campeonato Carioca 2016 – Vasco campeão (Botafogo 0 x 1 Vasco | Vasco 1 x 1 Botafogo)
  • Jogos Olímpicos Rio 2016 – Brasil campeão futebol masculino (Brasil 5 x 4 Alemanha nos pênaltis)
  • Jogos Olímpicos Rio 2016 – Alemanha campeã futebol feminino (Alemanha 2 x 1 Suécia)
  • Campeonato Carioca 2017 – Flamengo campeão (Fluminense 0 x 1 Fluminense | Flamengo 2 x 1 Fluminense)

LEIA MAIS: Os maiores campeões do Maracanã

Prêmios

2013 – Prêmio internacional de arquitetura pelo projeto de reconstrução do Maracanã: MIPIM Architectural Review Future Project Awards na categoria Sport & Stadiums

Onde fica?

Av. Presidente Castelo Branco, s/n – Maracanã, Rio de Janeiro – RJ

Como chegar

Transporte público é sempre a melhor opção para chegar ao Maracanã. Localizado na Zona Norte da cidade, no bairro Maracanã, o Estádio Jornalista Mário Filho fica próximo a linhas de metrô, trem e ônibus. As estações de metrô e trem mais próximas ao estádio são a Maracanã (a apenas 280 m do estádio) e a São Cristóvão (1,6 km do estádio), além da São Francisco Xavier (a 2,1 km de distância), e a escolha da melhor opção deve se basear no seu portão de entrada para o evento no estádio.

Vai de metrô?

O acesso de metrô ao Maracanã deve ser realizado pela Linha 2, com desembarques nas estações Maracanã (para acesso aos portões A, B e C) e São Cristóvão (para acesso aos portões D, E e F). Para quem preferir chegar ao estádio pela Linha 1 do metrô, deve desembarcar na estação São Francisco Xavier (para acesso aos portões C, D e E).

Vai de trem?

O acesso de trem ao estádio do Maracanã passa também pelo metrô. As estações Maracanã e São Cristóvão de trem são interligadas à Linha 2 do metrô.

Vai de ônibus (BRT)?

Para chegar ao Maracanã de ônibus, ou BRT, sigla em inglês para o sistema de Transporte Rápido por Ônibus do Rio de Janeiro, confira as linhas:

De BRT, pegue a TransCarioca e siga até a estação Vicente de Carvalho, que oferece integração com a Linha 2 do metrô e siga as orientações “Vai de metrô?” descritas acima.

Saindo da Zona Sul

Linha 432 – Vila Isabel/Gávea (via Túnel Santa Bárbara)

Linha 433 – Vila Isabel/Leblon (via Copacabana)

Linha 434 – Grajaú/Leblon

Linha 435 – Grajaú/Gávea (via Túnel Santa Bárbara)

Linha 436 – Grajaú/Leblon (via Rebouças)

Linha 438 – Vila Isabel/Leblon

Linha 439 – Vila isabel/Leblon (via Túnel Rebouças/Jóckey)

Linha 455 – Méier/Copacabana

Linha 456 – Norte Shopping/Siqueira Campos (via Túnel Santa Bárbara)

Linha 457 – Abolição/Copacabana (via Túnel Santa Bárbara circular)

Linha 458 – Norte Shopping/Praia de Botafogo (via Túnel Santa Bárbara)

Linha 459 – Abolição/Praia de Botafogo (via Túnel Santa Bárbara)

Linha 464 – Maracanã/Leblon

Linha 467 – Maracanã/Praia de Botafogo

Saindo da Zona Norte

Linha 621 – Penha/Saens Peña

Linha 622 – Penha/Saens Peña (via Grajaú circular)

Linha 639 – Jardim América/Saens Peña (via Rocha Miranda)

Saindo do Grande Méier

Linha 232 – Lins/Castelo (via Aquidabã)

Linha 606 – Rodoviária/Engenho de Dentro

Saindo da Zona Oeste

Linha 386 – Anchieta/Passeio (via Mariópolis)

Linha 391 – Padre Miguel/Praça Tiradentes

Saindo de Jacarepaguá

Linha 306 – Praça Seca/Castelo (via Av. Menezes Cortes)

Linha 340 – Praça XV/Curicica

Linha 341 – Taquara/Candelária

Linha 346 – Madureira/Candelária

Linha 347 – Piabas/Castelo

Linha 353 – Rodoviária/Cidade de Deus

Linha 368 – Castelo/Rio Centro

Linha 390 – Curicica/Candelária (via Estrada do Guerengê)

Saindo do Centro

Linha 232 – Lins/Castelo (via Aquidabã)

Linha 238 – Água Santa/Praça XV (circular)

Linha 247 – Camarista Méier/Passeio (circular)

Linha 249 – Água Santa/Carioca (circular)

Linha 254 – Madureira/Praça XV

Linha 306 – Praça Seca/Castelo (via Av. Menezes Cortes)

Linha 340 – Curicica/Praça XV

Linha 341 – Taquara/Candelária

Linha 346 – Madureira/Candelária

Linha 347 – Castelo/Largo dos Piabas

Linha 363 – Vila Valqueire/Praça XV

Linha 368 – Castelo/Rio Centro

Linha 390 – Curicica/Praça XV

Linha 2111 – Praça Seca/Castelo (expresso)

Linha 2251 – Engenho de Dentro/Castelo (expresso)

Saindo de Niterói

Linha 703D – Santa Rosa/Vila Isabel

Saindo de São Gonçalo

Linha 428A – São Gonçalo/Vila Isabel (via UERJ)

Como chegar ao Maracanã partindo dos aeroportos Santos Dumont e Galeão

O Maracanã fica a 7,2 km do Aeroporto Santos Dumont, que, por sua vez, fica bem próximo à estação de metrô Cinelândia, apenas 1,2 km, que pode ser percorrido a pé. Quem preferir, pode optar por realizar o trecho por meio de transporte público. O aeroporto oferece uma linha de ônibus Santos Dumont/Cinelândia que tem ponto em frente à estação. Lá mesmo, sem a necessidade de baldeações, é possível acessar a Linha 2, em direção à estação Pavuna, e desembarcar na estação Maracanã.

O trecho entre o Aeroporto Internacional do Galeão (Tom Jobim) e o Maracanã é um pouco mais longo. A 15,8 km do estádio, o aeroporto oferece acesso ao BRT Transcarioca, sentido Alvorada. Ao optar pelo serviço, o passageiro deve desembarcar na estação Vicente de Carvalho e pegar o metrô da Linha 2 com destino a Botafogo e desembarcar na estação Maracanã.

Como chegar ao Maracanã partindo da Rodoviária Novo Rio

Para chegar ao Maracanã a partir da Rodoviária Novo Rio, a 3,5 km do estádio, o passageiro, que não quiser percorrer o trecho a pé, tem duas opções:

  • Pegar a linha 353 – Rodoviária/Cidade de Deus
  • Pegar a linha 406A – Rodoviária/Largo do Machado, descer na estação de metrô de Botafogo e embarcar com destino à estação Maracanã

Como chegar ao Maracanã de carro

Ir ao estádio do Maracanã em dias de jogos e eventos é bem complicado. Ruas e avenidas são interditadas e o estádio não conta com estacionamento. Quer dizer, até conta, mas não para o público-geral. No entanto, em dias de visitação, pode valer a pena se arriscar a ir de carro. Confira as principais vias de acesso ao Maracanã:

  • Avenida Maracanã
  • Radial Oeste
  • Rua Professor Eurico Rabelo
  • Rua Visconde de Itamarati
  • Rua Isidro de Figueiredo

Onde estacionar

Dentre tantas mudanças com a reforma do Maracanã, uma delas afetou diretamente o público que estava acostumado a estacionar o carro no estádio. Com a nova área de estacionamento restrita a imprensa, staff e convidados, os arredores do estádio ficaram ainda mais cheios de flanelinhas e, com isso, a quantidade de carros na rua e – muitas vezes – estacionados em locais proibidos. Para evitar multas e até um reboque, é melhor optar pelos estacionamentos particulares próximos ao Maracanã.

O estacionamento da Universidade Estadual do Rio de Janeiro -UERJ, a 800 m do Maracanã, é uma opção, e custa R$ 30,00. Confira aqui outras opções de estacionamento nos arredores do estádio.

Ingressos

Os ingressos para eventos no Maracanã podem ser vendidos por empresas variadas, dependendo do evento. Com o imbróglio sobre o futuro do estádio, assistir a jogos ou mesmo shows por lá é uma oportunidade única, então é bom aproveitar. Desde maio de 2017, o Fluminense tem sido o único clube carioca a disputar jogos no estádio.

Confira o mapa de acesso do Maracanã:

Detalhes do novo Maracanã | Imagem: Divulgação

Quanto custa?

Os valores dos ingressos para um jogo no Maracanã depende muito do time mandante. Os últimos jogos do Fluminense no estádio, por exemplo, custavam entre R$ 40 e R$ 60. Já os do Flamengo, entre R$ 60 e R$ 245.

*preços/maio 2017*

CONFIRA: Programação de jogos, shows e eventos no Maracanã

Tour

Visitar o Maracanã é passeio obrigatório para quem vai ao Rio de Janeiro. Vale apreciar e registrar o templo do futebol, seja você fã do esporte ou não, porque mais que um local esportivo, o Maraca é, digamos assim, um verdadeiro monumento histórico e cultural de nosso país. O Tour do Maracanã começa pela lateral do acesso A1 do estádio.

Horário de funcionamento: diariamente, das 9h às 17h (programação sujeita a alteração devido a eventos no estádio)

Quanto custa? R$ 40 inteira | R$ 20 meia-entrada

ALERTA maio/2017 —> O Tour do Maracanã está temporariamente suspenso e sem previsão de retorno.

Onde comer & beber

Confira as opções de onde comer e beber nos arredores do Maracanã:

Confira aqui tudo sobre onde comer e beber perto do Maracanã

Visite também

Vai ao Maracanã e quer curtir as belezas do Rio de Janeiro também? Conheça as principais atrações turísticas perto do estádio:

Saiba aqui tudo sobre o que visitar perto do Maracanã

 

Compartilhe:
Fernanda de Lima

Fernanda de Lima

Editora Guia dos Esportes