Rio 2016: Coreia do Sul desenvolve uniforme resistente ao Zika vírus

A menos de 100 dias dos Jogos Olímpicos do Rio, Zika vírus ainda preocupa

A delegação da Coreia do Sul que virá ao Rio de Janeiro para a disputa dos Jogos Olímpicos 2016 quer garantir a segurança de seus atletas no que se refere ao Zika vírus, doença transmitida principalmente pela picada do mosquito Aedes Aegypti.

A Coreia do Sul não quer dar chances ao vírus e para isso desenvolveu um uniforme especial para as cerimônias de abertura e encerramento dos Jogos do Rio. Os atletas sul-coreanos vestirão uniformes infundidos em repelente contra o mosquito, assim como calças e blazers de mangas longas.

O kit apresentado pela Coreia do Sul prioriza as mangas longas também para o dia a dia dos atletas que disputarão os Jogos de 05 a 21 de agosto, no Rio de Janeiro.

Não é permitido, no entanto, que os uniformes de competição sejam infundidos em repelentes, mas os atletas poderão espirrá-los na pele antes das disputas olímpicas.

Zika vírus
O Brasil enfrenta um surto do Zika vírus desde 2015. A contaminação pelo vírus pode apresentar febre, vômitos, tosse, dores de cabeça, no corpo, musculares, nas articulações, entre outros sintomas, que podem durar de três a sete dias. Porém, o que mais preocupa é a relação que vem sendo estabelecida entre o Zika vírus e a microcefalia em recém-nascidos.

Foto: YONHAP/AFP/GETTY

Compartilhe:
Fernanda de Lima

Fernanda de Lima

Editora Guia dos Esportes