Roteiro Florianópolis

O que conhecer, onde ficar e as primeiras dicas para quem busca um roteiro turístico de esporte na capital de Santa Catarina

O roteiro que abre o Guia dos Esportes aborda os seis dias que passei na bela Florianópolis, incluindo visitas a um estádio local e a um resort que abriga grandes eventos esportivos num lugar com paisagem esplendorosa.

Vamos ao que interessa?

Pontapé inicial

Apesar de pequena, para quem vem de megalópoles como São Paulo, para conhecer a cidade de Florianópolis, é preciso tempo e organização. No meu caso, separei no calendário seis dias para conhecer a cidade do ponto de vista esportivo. No quesito organização, foquei em dois pontos esportivos para que aproveitasse ao máximo a minha estadia, e pudesse conhecer realmente os arredores, as histórias e magia destes lugares.

Lugar 1: Estádio Orlando Scarpelli
Lugar 2: Costão do Santinho

O pontapé inicial foi dado no aeroporto de Cumbica, em Guarulhos/SP para o aeroporto Hercílio Luz International, em Florianópolis/SC. Como em toda viagem, a melhor dica que posso dar é: programe-se. Com antecedência os preços de passagens aéreas podem cair bastante.

Pré-jogo – dia 1
Para a minha comodidade e facilidade de locomoção, optei por ficar hospedada o mais próxima possível dos lugares que eu queria visitar. Nos próximos posts vou contar tudo sobre a experiência de ficar hospedada em hostels, os primeiros da minha vida!

Como já cheguei tarde ao Floripa Hostel, o que deu para aproveitar foi a bela vista da Ponte Hercílio Luz iluminada.

Foto: Fernanda de Lima / Guia dos Esportes
Foto: Fernanda de Lima / Guia dos Esportes

Dia de jogo – Estádio Orlando Scarpelli – dia 2

O primeiro destino na cidade de Florianópolis foi o último a ser escolhido no meu roteiro. Inicialmente eu seguiria para a capital catarinense apenas no dia 17 de setembo. Mas, quando notei, na tabela do Campeonato Brasileiro 2015, que Figueirense e Avaí jogariam no Orlando Scarpelli no dia 16, não pude fechar os olhos para acompanhar a partida entre os grandes rivais de Santa Catarina.

Foto: Fernanda de Lima / Guia dos Esportes
Foto: Fernanda de Lima / Guia dos Esportes

O estádio fica bem localizado, “fora da ilha”, como explicam os moradores da cidade. O hostel em que fiquei fica a apenas 6,5 km de distância, o que me custou R$ 19,00 de táxi.

Foto: Fernanda de Lima / Guia dos Esportes
Foto: Fernanda de Lima / Guia dos Esportes

Quem me acompanhou nesta visita ao estádio do Figueirense foi a chuva, ou melhor, o dilúvio que caiu sobre a cidade naquela quarta-feira. Só para avisar, o trânsito fica caótico e os táxis muito difíceis como em dias de chuva em qualquer outra cidade do mundo. O entorno do Orlando Scarpelli ficou tomado pelo clima de rivalidade empolgante que envolve a partida entre os dois maiores rivais da cidade.

No estádio do Figueirense, fiquei no setor de convidados, e único coberto – amém. Para conferir detalhes deste estádio inaugurado em 1961, clique aqui.

Centro > Costão do Santinho – dia 3
Saindo do centro de Florianópolis, segui para a Praia do Santinho, uma viagem de aproximadamente 40 km. Mas não sem antes desfrutar de um bom almoço no recém-reformado Mercado Municipal, por R$ 29,00.

Foto: Fernanda de Lima / Guia dos Esportes
Foto: Fernanda de Lima / Guia dos Esportes

Cheguei por volta de 16h no Santinho Hostel, hospedagem a menos de 2 km do local onde aconteceria um dos mais importantes torneios de tênis disputado esse ano em solo brasileiro.

Dia de Copa Davis – dia 4

O Costão do Santinho, resort localizado na Praia do Santinho, foi casa da repescagem da Copa Davis de tênis este ano. E eu, em parceria com o Portal Rackets, estive lá para cobrir o evento e trazer para vocês toda a estrutura que o resort oferece.

Praia do Santinho – dia 5

O abandono de Thomaz Bellucci, que culminou na vitória da Croácia, mais cedo do que todos esperávamos, foi a oportunidade que tive para conhecer, de fato, a famosa Praia do Santinho, considerada uma das mais belas do litoral catarinense.

Foto: Fernanda de Lima / Guia dos Esportes
Foto: Fernanda de Lima / Guia dos Esportes

Fim de jogo – dia 6
Com o voo marcado para o período da manhã, o que restou foi dar adeus à Florianópolis da janela do carro.

E foi assim que conheci um pedacinho do mundo através do esporte.

Até o próximo destino!

Compartilhe:
Fernanda de Lima

Fernanda de Lima

Editora Guia dos Esportes